Com toda a complexidade envolvida na administração de uma empresa, nem sempre é viável alocar o tempo e recursos necessários para executar todas as atividades internamente. O BPO financeiro é a solução encontrada por muitas companhias que desejam aumentar a eficiência na gestão das suas finanças e contabilidade.

Ou seja, em vez de montar uma equipe interna para gerenciar as finanças, é possível deixar essas rotinas nas mãos de uma empresa especializada – que trabalha em conjunto com o seu negócio. Essa prática pode gerar vários benefícios para as organizações.

Neste artigo vamos entender melhor o que é BPO financeiro e se ele faz sentido para sua empresa. Confira.

O que é o BPO Financeiro?

BPO é uma sigla para Business Process Outsourcing, que significa terceirização da gestão de um determinado processo. Trata-se de um método de subcontratação de operações relacionadas a negócios, normalmente aquelas não relacionadas ao negócio principal da empresa.

Quando falamos especificamente sobre BPO financeiro, estamos nos referindo à contratação de uma outra empresa para cuidar dos processos e atividades relacionadas às finanças e contabilidade.

No passado, quando a terceirização surgiu como alternativa, ela se aplicava principalmente à fabricação de produtos, mas hoje em dia é cada vez mais comum ver serviços terceirizados – especialmente por conta da evolução da tecnologia.

Com a integração de informações pela nuvem, é muito simples trocar dados em tempo real. Uma empresa terceira pode acessar as informações financeiras de forma remota e construir um fluxo de comunicação que funciona com eficiência.

BPO financeiro
Imagem de StartupStockPhotos por Pixabay

Diferença entre BPO e terceirização

É comum que exista uma confusão entre o BPO e a terceirização, pois estamos falando de processos muito semelhantes. Entretanto, não são termos exatamente iguais.

A terceirização é uma versão mais simples de transferência de trabalho. Geralmente, ela está focada no uso de recursos humanos – como na terceirização do serviço de segurança ou limpeza que é executado por profissionais externos.

Por outro lado, BPO possui uma complexidade maior. Para colocá-lo em prática, é necessário uma avaliação completa da organização e seus processos, adoção de recursos tecnológicos e uma remodelação completa dos serviços da empresa. Com o uso de novas tecnologias, é possível otimizar as atividades feitas pelos colaboradores internos e aumentar sua produtividade.

Ou seja, o BPO financeiro requer uma incorporação maior aos processos internos da empresa. As atividades realizadas por terceiros impactam diretamente nas rotinas internas – exigindo uma colaboração maior.

Quais as atividades do BPO financeiro?

O BPO financeiro pode incluir a terceirização de todas as rotinas financeiras de uma empresa. Porém, é possível destacarmos quais são as mais comuns:

  • Conciliação bancária;
  • Elaboração do fluxo de caixa;
  • Contas a pagar;
  • Contas a receber;
  • Gestão de indicadores;
  • Análise de crédito;
  • Emissão de documentos fiscais.

Essa é uma decisão que passa pela avaliação das necessidades de cada negócio. Enquanto algumas organizações podem optar por deixar todas as rotinas nas mãos de terceiros, outras podem terceirizar somente uma atividade pontual – como a elaboração do fluxo de caixa e outras atividades de teor mais estratégico.

BPO x RPA

O BPO financeiro é uma prática muito valorizada pelas empresas por conta dos benefícios proporcionados – que incluem o aumento da eficiência e a redução de custos. Porém, essa não é a única forma de diminuir as despesas do departamento fiscal.

Uma solução de RPA também pode reduzir custos no seu negócio – seja utilizada em conjunto com o BPO ou não. Ou seja, é possível explorar o BPO financeiro e um RPA Fiscal simultaneamente para gerar economias ainda maiores.

A Dootax é uma solução fiscal que pode ajudá-lo a reduzir custos no departamento fiscal – e tornar o BPO ainda mais barato. Considerando que o custo do BPO é por hora, as soluções da Dootax podem reduzir a necessidade de serviços terceirizados porque automatizam diversas atividades – como o recolhimento de tributos.

Quer descobrir melhor como as soluções Dootax podem contribuir com o seu negócio? Então visite a nossa página.

Carlos Lima

Formado em publicidade e propaganda, é analista de inbound marketing e mídias sociais na Dootax.

COMENTÁRIOS