Muito se fala sobre as inovações trazidas pelas novas tecnologias, mas como a Inteligência artificial para o departamento fiscal e tributário pode ser aplicada na prática? O departamento fiscal e tributário possui a fama de ser burocrático e antiquado – o que cria uma resistência para a reestruturação de processos e exploração das ferramentas digitais.

Entretanto, os gestores precisam compreender que os benefícios gerados pela Inteligência Artificial para o mercado tributário são um grande diferencial para a organização. Por que continuar apostando em métodos de trabalho manuais quando existem várias alternativas que proporcionam a automação? Apesar do impacto inicial das mudanças, esse é um passo fundamental para se manter atualizado.

Você quer entender melhor qual é a importância da Inteligência Artificial para o departamento fiscal e tributário? Então acompanhe ao longo deste artigo.

O que é Inteligência Artificial?

Quando falamos sobre Inteligência Artificial, é muito comum fazermos a associação com robôs humanoides capazes de agir como humanos. Mas a sua aplicação na prática pode passar muito longe disso. A Inteligência Artificial é uma tecnologia que já faz parte de nossas vidas – mesmo que você talvez nunca tenha reparado.

Você já foi comprar um livro através da internet e recebeu recomendações personalizadas de acordo com os seus gostos de leitura? Ou então usou o sistema de reconhecimento de voz do seu smartphone? Esses são bons exemplos de como a Inteligência Artificial pode ser aplicada no dia a dia.

A Inteligência Artificial é um ramo da ciência da computação que tem o objetivo de elaborar dispositivos que simulam a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas. Ou seja, são softwares que possuem uma inteligência própria – ampliando as suas funcionalidades em relação a um software limitado às rotinas programadas.

Assim como um software consegue prever os seus hábitos de compras e recomendar produtos personalizados, também é possível explorar essa predição nas atividades internas de uma empresa. Dentro do departamento fiscal, isso pode ser visto através do cálculo automático de impostos ou pagamento dos tributos.

A evolução da Inteligência Artificial e as gerações de robôs

Gerações de Robôs - Dootax

Image: Ryan Etter

Hoje em dia já podemos ter acesso a diversas aplicações da Inteligência Artificial em nossas vidas: jogos, programas para computador, compras online, aplicativos de segurança, reconhecimento de voz, programas de diagnósticos médicos, entre várias outras. Trata-se de uma tecnologia que está em evolução constante.

Para compreender melhor essa evolução, é possível fazer uma classificação em 5 gerações de robôs:

  1. Automação de funções repetitivas e operacionais
  2. Processamento de dados não estruturados – como leitura de PDFs e códigos de barra
  3. Funções avançadas de análise e algoritmos de previsão
  4. Funções complexas de análise avançada de dados para encontrar as melhores decisões em situações difíceis
  5. Utilização de algoritmos de inteligência cognitiva e interações humanas – como ligações telefônicas

Entenda mais sobre as gerações de robôs e a robotização de processos.

Benefícios da Inteligência Artificial para o departamento fiscal e tributário

A popularização da Inteligência Artificial para o mercado tributário não aconteceu apenas por uma questão de atualização. A verdade é que existem muitos benefícios que podem ser explorados pelo departamento fiscal e tributário. E qual é o gestor que não busca ganhos de qualidade e redução de custos operacionais, não é?

Veja a seguir os principais benefícios da Inteligência Artificial para esses departamentos:

Processos mais eficientes e eficazes

As rotinas de um departamento fiscal são bastante complexas e exigem a realização de muitas tarefas diariamente, certo? A exploração de plataformas com Inteligência Artificial contribui para tornar os processos mais eficientes e eficazes – tornando todo o fluxo de trabalho mais claro e gerando qualidade.

Imagine que você possa usar uma ferramenta que busca por atualizações pertinentes na legislação tributária de forma automática. A partir disso, você poupa um tempo precioso buscando por essas informações e garante que as atividades desenvolvidas no setor fiscal estejam sempre de acordo com a lei.

Evitar falhas humanas

Infelizmente, as falhas humanas não são incomuns dentro do departamento fiscal e tributário. Seja por um descuido no momento da digitação ou por um erro de cálculo, as consequências dessas falhas podem ser muito prejudiciais – causando o recolhimento de tributos com valores equivocados ou entregando demonstrações que não representam a situação real da empresa.

A Inteligência Artificial para o departamento fiscal e tributário proporciona ferramentas que contribuem para reduzir drasticamente a ocorrência dessas falhas humanas. Com a automação de vários processos manuais e repetitivos, o papel da equipe fiscal passa a ter um viés mais estratégico.

Redução de custos

A redução de custos no departamento fiscal é um objetivo muito buscado pelos gestores, não é? O uso de ferramentas digitais com Inteligência Artificial permitem que isso seja colocado em prática de diversas formas: diminuição da necessidade do trabalho humano, redução de falhas que poderiam gerar prejuízos e aumento da produtividade.

Você já conhecia a importância da Inteligência Artificial para o mercado tributário? O DOODoc é uma ferramenta digital que explora essa tecnologia para solucionar a emissão e controle de documentos fiscais, além claro, de automatizar o processo de pagamento de tributos. Quer conhecer mais? Entre em contato!

Thiago Souza

Co-Founder do Dootax, formado em Sistemas de Informação, desde 2004 atuando em Tecnologia da Informação. Em 2010 iniciou as atividades especificamente com foco no departamento fiscal e tributário. Atualmente responsável pelo Marketing e divulgação do Dootax.

COMENTÁRIOS