A terceirização de processos de negócios – também conhecida como BPO – é uma prática cada vez mais comum entre grandes empresas e por boas razões. Existem inúmeras vantagens no BPO, que envolvem tempo, recursos e dinheiro.

No entanto, a decisão de terceirizar não deve ser uma decisão tomada sem considerar todos os impactos que isso pode causar na estrutura organizacional. É por isso que é fundamental entender os dois lados do BPO: as vantagens e desvantagens.

Depois de avaliar os pontos positivos e negativos do BPO, sua empresa pode tomar uma decisão mais benéfica. Confira neste artigo quais são os principais fatores que você deve considerar.

O que é BPO?

BPO é uma sigla para Business Process Outsourcing (ou terceirização de processos de negócios). Esse conceito representa a estratégia de negócios em que uma empresa contrata outra empresa para executar uma determinada tarefa, ou seja, terceiriza um determinado trabalho.

Apesar de a terceirização ser um conceito que já existe há muitos anos, ele passou a ser visto como um diferencial estratégico no mercado. Com a popularização da internet, tornou-se possível terceirizar diversos novos processos – como cobranças, TI, contabilidade, gerenciamento de clientes, entre outros.

Um ponto a ser observado é que apenas atividades não essenciais geralmente são terceirizadas. As empresas não se separam de suas atividades principais. Na verdade, o objetivo é exatamente o oposto: elas mantêm todo o seu foco nelas e terceirizam as atividades acessórias.

Por isso, serviços não essenciais – como serviço pós-venda, relacionamento com clientes, gerenciamento da cadeia de suprimentos e contabilidade em tempo real – podem ser terceirizados com o BPO.

E essa é uma tendência que vem ganhando força no mercado. Segundo uma pesquisa realizada pela Lafis e encomendada pela Dootax, 5,5% das empresas utilizam serviço de BPO para realizar tarefas do departamento fiscal/tributário.

Vantagens do BPO

O BPO é tão explorado porque promove diversas vantagens para uma empresa. Veja quais são as principais delas:

1. Flexibilidade

Ao investir no BPO, existe uma redução da necessidade de investimento em ativos fixos, gerando mais flexibilidade no gerenciamento de recursos da empresa – ajudando na adaptação às mudanças do ambiente muito mais rapidamente.

2. Custo x benefício

A terceirização de alguns dos processos e atividades de negócios pode ser muito rentável para a empresa. Torna-se possível economizar no investimento em ativos fixos e custos fixos. E esses recursos podem ser redirecionados para suas atividades principais.

Pense na terceirização dos processos de marketing. Ocorre uma economia com a compra dos equipamentos necessários e contratação de todos os profissionais que seriam necessários, por exemplo.

3. Agilidade dos processos

Uma das maiores vantagens do BPO é que ele aumenta a velocidade dos processos de negócios terceirizados. As atividades terceirizadas são realizadas com eficiência e contribuem para acelerar todo o processo – como nos casos de atendimento ao cliente ou cobranças.

4. Mão de obra qualificada

Quando você terceiriza um dos seus processos de negócio, está seguro de que os serviços serão fornecidos por mão de obra qualificada. Portanto, se você terceirizar as tarefas do departamento fiscal, tenha certeza de que essas rotinas ficarão nas mãos de especialistas em seu campo – garantindo o compliance fiscal.

BPO
Photo by Annie Spratt on Unsplash

Desvantagens do BPO

Também pode haver certas desvantagens no uso de um BPO para suas atividades não essenciais. Veja as principais delas:

1. Problemas de comunicação

Um dos principais problemas que você pode enfrentar ao terceirizar alguns processos é a falha na comunicação. Quando existem mal-entendidos com o seu fornecedor, o serviço pode perder qualidade e gerar alguns atritos que diminuem os benefícios da terceirização.

2. Despesas ocultas

Muitas empresas optam pelo BPO para reduzir custos. Porém, é preciso tomar muito cuidado com os custos ocultos nessas operações – como gastos extras com implementações, contratação de ferramentas, aumento dos valores do plano contratado, entre outras.

3. Perda de controle

Se você ficar muito distante dos serviços terceirizados, pode perder completamente o controle sobre as atividades – o que pode ter consequências negativas em longo prazo. Portanto, é muito importante garantir que exista uma relação de transparência em um projeto de BPO.

Integração entre BPO e uma solução de RPA Fiscal

O BPO é muito valorizado pelas empresas por conta da redução de custos proporcionada. Porém, essa não é a única forma de diminuir as despesas do departamento fiscal.

Uma solução de RPA também pode reduzir custos no seu negócio – seja utilizada em conjunto com o BPO ou não. Ou seja, é possível explorar o BPO e um RPA Fiscal simultaneamente para gerar economias ainda maiores.

A Dootax é uma solução fiscal que pode ajudá-lo a reduzir custos no departamento fiscal – e tornar o BPO ainda mais barato. Considerando que o custo do BPO é por hora, as soluções da Dootax podem reduzir a necessidade de serviços terceirizados porque automatizam diversas atividades – como o recolhimento de tributos.

Quer descobrir melhor como as soluções Dootax podem contribuir com o seu negócio? Então visite a nossa página.

Carlos Lima

Formado em publicidade e propaganda, é analista de inbound marketing e mídias sociais na Dootax.

COMENTÁRIOS