A emissão da GNRE (Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais) é uma rotina muito conhecida para muitas empresas brasileiras. Afinal, as organizações que efetuam a venda de mercadorias com destino a outros estados ou prestações de serviços de transporte interestadual precisam fazer esse recolhimento.

Porém, fazer o recolhimento do imposto por meio da GNRE é uma rotina que ainda desperta muitas dúvidas – além de ser marcada pela complexidade. Mais do que compreender a legislação que regula o recolhimento de tributos estaduais, os departamentos fiscais precisam criar processos para que o documento seja emitido corretamente.

Entretanto, é possível automatizar o procedimento de emissão de GNRE para economizar tempo e evitar multas. Descubra neste artigo como você pode colocar isso em prática no seu negócio.

O que é GNRE e quem precisa emitir?

via GIPHY

A Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE) é o documento utilizado pelos contribuintes nas operações de vendas interestaduais sujeitas à substituição tributária e demais impostos devidos ao Estado e recolhidos em outra unidade da federação.

O ICMS é um dos tributos mais complexos para as organizações brasileiras. Além de possuir uma legislação repleta de normas específicas, ainda existem diferenças na cobrança entre um estado e outro – afinal, cada unidade da federação possui autonomia para regular o recolhimento do ICMS em seu território.

Como consequência disso, as empresas que precisam emitir a GNRE são aquelas que efetuam a venda de mercadorias com destino a outros estados ou prestações de serviços de transporte interestadual.

Problemas ao descumprir GNRE

Seja por falta de informações sobre a exigência ou dificuldades operacionais, muitas empresas deixam de fazer a emissão e recolhimento da GNRE. Porém, essa falha pode gerar consequências negativas.

Quando uma empresa não cumpre a exigência de emissão e/ou recolhimento da GNRE, o poder público interpreta como um tipo de sonegação fiscal. Como consequência, podem ser aplicadas punições severas – como multas e outras penalidades.

Além disso, um lote de mercadorias que está em transporte sem o devido recolhimento da GNRE poderá ficar retida nas barreiras de fiscalização estaduais – causando mais custos e transtornos para a empresa.

Por que realizar a automação de GNRE?

Você deseja evitar a ocorrência de multas e pagamentos em duplicidade? A automação da emissão da GNRE pode ser a melhor solução para minimizar todas as complicações relacionadas à Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais.

Veja os principais benefícios da automação de GNRE:

  • Simplificação dos processos. Em vez de depender dos processos manuais – que são lentos e possuem chances de falha – você pode automatizar toda a emissão da GNRE para tornar o fluxo de processos do departamento fiscal mais simples.
  • Ganho de tempo. Com a automação, o departamento fiscal poupa um tempo precioso que pode ser usado em outras rotinas.
  • Compliance fiscal. Manter o compliance fiscal é um dos principais objetivos de qualquer departamento fiscal. E garantir a emissão correta da GNRE é uma das formas de colocar isso em prática.
  • Redução de custos. Conforme já vimos ao longo deste artigo, a emissão correta da GNRE pode ajudá-lo a poupar custos com penalidades – além de evitar situações de emissão em duplicidade.
  • Benefícios na logística. Com os documentos fiscais emitidos em dia, você evita problemas com caminhões parados em barreiras fiscais – agilizando as entregas feitas pela sua organização.
automação de GNRE
Imagem de StockSnap por Pixabay

Dootax: a solução para automatizar a emissão de GNRE

A Dootax tem uma plataforma que vai agilizar a sua área fiscal – incluindo a emissão de GNRE. É mais produtividade e economia para sua empresa. Veja por que investir na automação de GNRE com a Dootax:

Mais segurança

As soluções Dootax adotam a criptografia das informações, com fator de autenticação duplo e sem intervenção humana. Além disso, temos respeito total às normas internacionais – tornando a emissão da GNRE segura e descomplicada.

Mais agilidade

As ferramentas da Dootax possuem integração com todos os bancos e emissão para as 27 estados do Brasil. Você pode agilizar o cálculo de multas e juros – além de enviar a GNRE e outras guias pagas por e-mail.

Mais tranquilidade

Você não precisa perder tempo com a instalação de um software. A Dootax funciona por meio da nuvem e oferece um suporte prestativo e atencioso sempre que precisar. Além disso, estamos em atualização constante com as mudanças fiscais e legais.

Mais rentabilidade

Pare de pagar multas desnecessárias. Reduza FTEs e invista em áreas estratégicas do seu negócio – alcançando o compliance em pagamentos tributários.

Você já conhecia os benefícios de automatizar a emissão da GNRE? Que tal automatizar esse processo com auxílio da Dootax? Visite a nossa página e solicite uma demonstração!

Carlos Lima

Formado em publicidade e propaganda, é analista de inbound marketing e mídias sociais na Dootax.

COMENTÁRIOS